Categorias
Tutorial WordPress

Aprenda a criar um site WordPress com Hostgator, Hostinger ou qualquer outro provedor de hospedagem

Registrar um domínio, contratar um plano de hospedagem, ativar o protocolo SLL e instalar o CMS. Esses são os passos básicos para criar um site WordPress com a Hostgator ou com qualquer outra empresa da categoria.

Não é preciso ser um profissional de Marketing Digital, muito menos entender de programação. Todas as possíveis complicações do processo foram substituídas por funções e interfaces intuitivas. Bastam alguns cliques e cadastros para ter um site pronto para publicar.

A simplicidade, porém, fortalece a concorrência. Com tantos endereços entrando no ar todos os dias, só mesmo realizando um trabalho bem feito para conseguir se destacar nesse oceano de informações. E é isso que você vai aprender aqui.

A proposta deste post é oferecer um tutorial prático e direto para você criar um site corporativo, portfólio ou blog rapidamente.

Não vou fugir da proposta, mas imagino que quem procura por esse tipo de material esteja dando seus primeiros passos na internet e, por isso, pretendo explicar brevemente o que cada serviço significa — informações destacadas em preto — e oferecer algumas orientações para evitar armadilhas.

E por falar em armadilhas, já adianto que não existe essa história de site grátis. A construção de qualquer plataforma profissional exige investimento, a começar pelo tempo empregado nesse trabalho, principalmente na produção de conteúdo. No entanto, criar um site WordPress e colocá-lo no ar, apenas, é algo bastante simples e acessível.

Antes de prosseguirmos, é importante que você saiba que maioria dos serviços envolvidos no processo aceitam pagamento via boleto, mas optar pelo cartão de crédito agiliza bastante o processo. Sendo assim, recomendo ter o seu em mãos, se puder.

Ao fim do artigo, você não só terá um site pronto, como entenderá como ele funciona. Essa é a minha oferta!

Tudo pronto? Então, vamos começar!

1. Registro de domínio (Registro.br)

O domínio é o endereço “www”, uma espécie de atalho para os arquivos do seu site. Sem um domínio, só conseguiríamos acessar um site por meio do IP do servidor, um número longo, confuso e nada atraente para os usuários.

Esse registro também funciona como uma espécie de propriedade na internet, pois é único. Negociações e disputas por domínios são muito comuns e, por isso, esse registro costuma ser o primeiro passo de quem pretende ter um espaço na web.

Aqui no Brasil, o departamento encarregado pelo gerenciamento dos domínios “.br” é o Registro.brO registro feito diretamente pelo portal da organização custa R$40 ao ano, sem reajuste na renovação. O ruim é que, por lá, não é possível registrar endereços com terminações internacionais, como o “.com”.

Além disso, para usar a sua URL “.br” em um serviço de hospedagem, será necessário realizar uma pequena configuração chamada de “apontamento de domínio”.

Para quem busca praticidade, obter todos os serviços de um só fornecedor pode ser mais interessante. Praticamente todas as empresas de hospedagem oferecem registro de domínio diretamente, muitas vezes por valores mais baixos, o que simplifica o processo e dispensa configurações adicionais. Mas atenção!

O preço dos serviços oferecidos pelos provedores privados, incluindo o registro de domínio, geralmente sobem na primeira renovação. Fique de olho!

A Hostgator é uma ótima companhia, do tipo que oferece tudo o que você precisa sem nenhuma dor de cabeça. Para ser justo, entretanto, devo informar que existem serviços de qualidade com preços mais baixos, como o da Hostinger, uma opção menos popular que não deixa nada a desejar.

Há também a Locaweb, uma solução totalmente brasileira com uma proposta sustentável muito legal. Os preços são um pouquinho mais salgados, mas vale destacar que todas as instalações da empresa são no Brasil, o que pode beneficiar sites que exigem altas velocidades de resposta.

Por ser o serviço que utilizo no momento, vou mostrar o processo pela Hostgator. Por lá, a melhor escolha é fazer o registro junto à contratação da hospedagem para ter direito a um ano de domínio grátis. Sinta-se livre, porém, para pesquisar e contratar o serviço que desejar, tudo bem?

2. Plano de hospedagem (domínio + hospedagem)

Para dar início ao processo de contratação da hospedagem e do domínio na Hostgator, basta acessar o site da empresa, nesse caso hostgator.com.br, e clicar em “Comece agora…”.

hostgator home page - criar site wordpress

A hospedagem é a infraestrutura do seu site, é o local físico no qual os seus dados são armazenados e disponibilizados para acesso. Lembre-se que a internet é uma rede de computadores conectada, ou seja, ao acessar uma página, uma mídia social ou um aplicativo, você está trocando dados com um computador (servidor) em algum lugar do mundo.

Embora seja possível rodar um site a partir de um equipamento pessoal, isso não é recomendável. Os dispositivos domésticos não foram projetados para esse tipo de processamento e você não poderia nem mesmo desligá-lo, pois isso tiraria o seu site do ar.

Existem algumas opções de host gratuitas, como o AWS, da Amazon, mas acredito que a melhor opção (para quem visa algo profissional) é contratar um plano com uma empresa de hospedagem tradicional.

Os valores não são altos e você tem acesso a um conjunto generoso de ferramentas e suporte, além de ter um site muito mais rápido e estável. Essas organizações contam com uma grande estrutura de tecnologia equipada com computadores de altíssimo desempenho, os chamados servidores, que são disponibilizados para os clientes.

A hospedagem de sites na internet, portanto, não é muito diferente de uma hospedagem comum. A diferença é que, nesse caso, você aluga um servidor (hospedagem dedicada) ou parte dele (hospedagem compartilhada, mais barata) para guardar e processar os dados do seu site.

Planos de hospedagem

Dando continuidade à contratação na Hosgator, escolhemos, agora, um plano de hospedagem.

hostgator planos de hospedagem 2021

A maior limitação do plano P é que ele só permite um domínio, ou seja, apenas um site. No plano M, você não tem limitação (pode ter quantos sites couberem nos 100 GB de armazenamento), mas o desempenho é equivalente. A terceira opção é indicada para projetos mais avançados que não abordarei aqui.

Se estiver contratando pela Hostinger, saiba que os serviços oferecidos são praticamente os mesmos. O que muda são os nomes. Por lá, você tem os planos “Single”, “Premium” e “Business”. A estratégia de comercialização é a mesma em praticamente todas as empresas e o objetivo é induzir a maioria dos usuários a escolher o plano intermediário.

Como este post destina-se a quem precisa criar um site WordPress básico, ficamos com a primeira ou a segunda opção. Escolha considerando o seu orçamento e os seus objetivos.

Formas de pagamento

Em seguida, você deve escolher o período de pagamento (de um mês a 3 anos). Quanto maior o período contratado, mais barato é o total.

hostgator meios de pagamento 2021

Registro de domínio

Na página de checkout, selecione a opção “Vou registrar um novo domínio” para registrar um. Caso tenha adquirido um endereço pela Registro.br ou por outra organização, ignore essa etapa.

hostgator checkout domínio grátis

Se o nome não estiver disponível, o site recomendará outras terminações ou nomes.

Proteção de ID (apenas para domínios internacionais)

Se estiver escolhido um domínio internacional (sem a terminação “.br”), será oferecida a proteção de ID. Esse serviço ocultará os seus dados pessoais de bases de consulta pública, como WhoisIPok ou IntoDNSo que é interessante por questões de privacidade e segurança.

A maioria das pessoas cadastra domínios nacionais (“.br”), mas se você tem um blog ou empresa internacional e deseja usar um domínio “.com”, por exemplo, recomendo contratar o serviço. São apenas R$14,99 ao ano.

Apontamento de domínio (apenas para domínios externos)

Como disse, quem tem o domínio registrado em uma organização diferente, precisa apontá-lo para os servidores da sua hospedagem atual.

O apontamento de domínio serve para encaminhar a sua URL para um servidor específico. É uma forma de “vincular” os dois serviços (domínio e hospedagem) quando eles são contratados por organizações diferentes.

Se você usa o Registro.br, acesse este artigo da Hostgator para aprender a fazer as configurações necessárias após ativar a sua hospedagem. Caso use a Hostinger, o tutorial é este aqui.

Você também pode realizar a migração do registro, se desejar. O problema é que a maioria das empresas cobra por isso. A melhor escolha, portanto, é providenciar o apontamento e, na renovação, providenciar a migração, caso ache conveniente.

E-mail profissional com aplicativo

Voltando ao checkout, temos, no campo seguinte, a opção de contratar o e-mail profissional da Hostgator com aplicativo.

hostgator checkout e-mail profissional

Recomendo esse serviço somente para quem faz transferências de arquivos sigilosos, sensíveis ou extensos, pois é possível criar um e-mail corporativo (estilo [email protected]) usando a própria hospedagem e ainda sincronizá-lo com o Gmail. Como o nosso objetivo é criar um site básico com o WordPress, vamos pular essa opção também.

Finalização da compra

Por fim, basta preencher os dados de cadastro e pagamento para finalizar a compra.

hostgator checkout fechamento

No momento que faço essa simulação (maio/2021), o valor para 3 anos do plano M fechou em R$ 571,25 com desconto automático. Para um ano do plano M, o valor fechado foi R$ 214,28.

Esses valores são promocionais. Na renovação, os preços devem subir cerca de 35% (com possibilidade de reajuste), o que torna o plano de três anos ainda mais vantajoso. Em relação ao domínio, ambas as opções oferecem o primeiro ano grátis com renovação por volta de R$ 60 ao ano.

Para se ter uma ideia, os serviços básicos do seu site ficarão em torno de R$ 16 a R$ 18 ao mês no primeiro ano ou nos três primeiros anos, a depender do plano. Nada mal, concorda? Mas há um porém.

As empresas de hospedagem costumam exigir o pagamento à vista, afinal os serviços são pré-pagos. A Hostinger é uma das poucas opções que permitem parcelar o pagamento no cartão de crédito (com juros) no checkout.

Se o host que escolheu não oferece essa opção, saiba que é possível gerar um parcelamento pós-compra utilizando serviços de pagamento, como o Pic Pay, ou contas digitais, como a NuConta, mas os juros são altos.

Se pretende fazer isso, aviso que o seu site provavelmente demandará mais investimentos futuramente, especialmente com produção de conteúdo (contratação de redatores e designers, por exemplo). Planeje-se com consciência!

Se estiver de acordo com o serviço, conclua o pagamento. O processo de análise e ativação pode levar até dois dias úteis, mas, geralmente, dura apenas algumas horas. Quando o serviço for liberado, você receberá seus dados de acesso por e-mail.

Salve este artigo nos favoritos e retorne quando tiver acesso à sua hospedagem.

3. Certificação SSL (HTTPS)

O certificado SSL (Secure Sockets Layer) é um mecanismo de segurança padrão usado para criptografar a comunicação entre um navegador de internet, como Chrome ou Firefox, e um servidor, como o que você contratou no passo anterior.

Visualmente, o que muda para o usuário é o prefixo do domínio (de http para https://dominio), mas o que importa são os benefícios do famoso “cadeadinho” na barra de endereços. Entre outras funções, o protocolo confirma que o site é oficial e não uma cópia criada por hackers para roubar dados, pois o serviço só pode ser ativado pelo proprietário do domínio.

De maneira geral, ele aumenta a segurança na troca de dados entre máquinas e já é entendido por grandes plataformas, em especial o Google, como algo essencial. 

Sites que não adotam o protocolo geralmente são taxados pelos navegadores como “não confiáveis” e correm o risco de perder posições ou até serem excluídos das páginas de resultado dos buscadores.

Existem empresas que oferecem o serviço separadamente com opções especiais, mas o ideal é contratá-lo pela sua empresa de hospedagem. A Hostgator e a Hostinger oferecem vários planos, incluindo uma opção gratuita e já suficiente para proteger a maioria dos sites.

Ativação do SSL gratuito

A ativação do SSL gratuito é sempre realizada na área do cliente. Por aqui, seguirei pela Hostgator, mas o processo na Hostinger não é muito diferente.

Começamos pelo login. Na home da empresa, há um bonequinho no menu superior direito da página. Clique nele e depois em “Entrar“.

hostgator home login - criar site wordpress

Informe seu login e senha, faça a verificação do reCAPTCHA e entre.

hostgator login

Na área do cliente, clique em “Certificado SSL” no bloco do seu plano.

hostgator painel do usuário

Em seguida, tal como na hospedagem, você deverá escolher um plano. A única diferença entre o grátis e os pagos é a garantia, uma espécie de seguro que a empresa concede em caso de quebra de criptografia.

Se você não trata dados pessoais sensíveis nem realiza transações financeiras diretamente no seu site, o plano gratuito é tudo o que precisa. Clique, então, em “Solicitar“.

hostgator planos ssl

Em seguida, será mostrado alguns requisitos técnicos. No campo abaixo você deverá selecionar o seu domínio para prosseguir.

hostgator ssl termos

Por fim, informe seus dados pessoais e clique em “Enviar Solicitação“.

Se você ainda não tem empresa (CNPJ), preencha o campo “Nome da empresa” com o nome do seu site. Caso não tenha local de trabalho, informe o endereço da sua residência ou outro local de sua preferência que seja vinculado a você ou seu negócio.

hostgator cadastro ssl

Tal como na contratação anterior, a ativação pode demorar até 2 dias úteis, mas costuma levar apenas algumas horas. E o processo não acaba aqui. Devemos configurar o SSL no WordPress, mas só faremos isso depois de instalá-lo, obviamente.

Por hora, precisamos apenas que o serviço seja ativado pelo provedor, pois vamos instalar o WordPress no seu endereço “https”.

Você pode fazer uma segunda pausa agora enquanto não recebe o e-mail de confirmação, mas aviso que será a última. Após receber a mensagem confirmando a ativação do serviço, volte para concluirmos a criação do site!

4. WordPress

O WordPress é um CMS (Content Management System), um sistema de gerenciamento de conteúdo para a web de código aberto e gratuito. É o software por trás de 40% dos sites da internet e se destaca pela facilidade de uso, versatilidade e confiabilidade. Sua enorme comunidade de usuários é composta por empresas, prestadores de serviço, desenvolvedores, produtores de conteúdo e entusiastas.

Fazendo uma analogia, podemos dizer que o domínio é o endereço do seu site, a hospedagem, o terreno, e o CMS, a sua casa. 

Embora a ferramenta seja usada por milhões de usuários, existem tantas aplicações e interfaces diferentes disponíveis que é perfeitamente possível construir um “casa”, ou melhor, um sítio, do seu jeito, com a personalidade do seu projeto ou negócio.

Não devemos confundir, porém, o WordPress.org, o CMS que tratamos aqui, com o WordPress.com, uma plataforma online para criação de blogs equivalente a outros serviços populares, como o antigo Blogger e o Wix. Diferentemente das soluções integralmente online, ele é um software que precisa ser instalado na sua hospedagem. E é isso que faremos agora.

Existem várias formas de se fazer isso e, para este artigo, separei a mais fácil, que é usando o instalador disponível dentro de quase todos os serviços de hospedagem: o Softaculous.

Faça login na sua hospedagem

Para começar, faça seu login no endereço https://financeiro.hostgator.com.br (ou no site da sua hospedagem atual, caso seja cliente de outra empresa). Preencha as informações solicitadas e entre.

login hostgator

É possível que você já esteja logado (a). Nesse caso, o painel do usuário abrirá automaticamente.

Acesse o cPanel

No seu dashboard, acesse o cPanel clicando no botão indicado (na Hostgator, ele estará no bloco do domínio principal do seu plano).

painel hostgator

Apenas para esclarecer: o cPanel é o painel de controle da sua hospedagem no qual constam todas as ferramentas que o provedor do serviço disponibiliza.

Inicie o Softaculous

Dentro do cPanel, vá até a barra de pesquisa no topo da página. Busque por “softaculous” e clique em “Instalador automático (Softaculous)“.

cpanel hostgator softaculous

Dentro do instalador, selecione a opção “WordPress” — clique no ícone ou no botão “instalar” que surge quando o mouse é posicionado sobre ele.

hostgator softaculous

Instale o WordPress

Ao abrir o instalador do WordPress, você provavelmente cairá na aba “Resumo”, na qual são apresentadas algumas informações sobre o CMS (em inglês). Selecione a opção “Instale agora” ou “Instalar” no menu superior.

instalar wordpress softaculous

Agora você pode escolher duas formas de instalação: a rápida e a personalizada. As opções ficam disponíveis em cascata clicando na setinha da aba “Instalar”.

modos instalação wordpress softaculous

A única diferença importante entre as duas opções é que, na última, você poderá definir o nome do seu banco de dados (a pasta onde os arquivos do site serão armazenados na hospedagem), além de configurações de notificação e atualização. As demais configurações podem ser alteradas depois.

Se você prosseguir na instalação rápida, o Softaculous gerará um nome para o banco de dados de forma automática e as configurações serão mantidas nas opções padrão. Por aqui, vou prosseguir com a instalação personalizada, ou apenas “Instalação”, como é apresentada no menu, pois acho importante criar um nome para o banco de dados por questões de segurança.

Para a maioria das pessoas, isso não fará muita diferença. Entretanto, recomendo criar um nome para o seu banco de dados e registrá-lo em um bloco de notas para eventuais manutenções futuras. Procure criar um nome pensando em uma senha forte.

Configurações essenciais do site

Na primeira etapa, nomeada “Configuração”, você escolhe:

  • versão do WordPress que deseja instalar (previamente mantida na última versão);
  • protocolo (que deve ser o “https://”);
  • domínio (se você contratou um domínio fora da Hostgator, ele já deve estar apontado para a sua hospedagem, caso contrário, ele não será listado nas opções);
  • diretório (se houver).
instalação wordpress softaculous URL

No bloco seguinte, criamos um nome e uma descrição para o site. Essa é a informação que aparece na aba dos navegadores quando as pessoas acessam as páginas iniciais (home), mas você não precisa se preocupar com isso agora. Caso não tenha nada definido em mente, saiba que esses dados podem ser facilmente alterados depois.

softaculous wordpress nome do site

WPMU (pular)

Logo abaixo, você verá a opção para o WPMU. Isso é o sistema multisites do WordPress que permite que vários sites rodem a partir de uma única instalação. É interessante para empresas que trabalham com várias URLs ou sites que apresentam diferentes línguas ou versões.

Esse recurso, entretanto, exige configurações especiais que não abordarei neste artigo. Ressalto mais uma vez que estamos fazendo uma instalação simples aqui. Sendo assim, deixaremos essa opção desmarcada.

Conta de usuário

Em seguida, criamos a conta do administrador que nada mais é do que o login e a senha que você usará para acessar o WordPress. Não deixe de anotá-los em um local seguro!

softaculous wordpress usuário

Você não precisa se preocupar em escolher um nome de usuário bonito, agradável ou memorizável, pois ele não ficará visível para o público. Na realidade, há quem recomende criar logins tais como senhas para dificultar acessos indevidos. Quanto à senha, de fato, a criação de um termo forte é imprescindível.

Simplesmente desista de memorizar os dados do seu site. São muitas informações e você vai precisar de um guia de consulta. Como dito, é recomendável criar uma nota no bloco de notas ou um documento e mantê-lo em um local seguro.

Por fim, informe um e-mail para notificações, recuperação de senha e serviços de segurança em geral. Se você ainda não tem um e-mail corporativo e pretende criar um, saiba que, dentro do WordPress, é possível alterar dados de usuários, bem como criar outros. Os dados de conta informados na instalação são necessários para acessar a ferramenta pela primeira vez, mas não precisam ser definitivos.

Seleção de idioma

No próximo bloco, você deve selecionar o idioma principal do conteúdo do seu site. Isso definirá a linguagem da interface do WordPress e alguns parâmetros de SEO (Search Engine Optimization), as otimizações que fazem com os sites apareçam e rankeiem nos mecanismos de busca.

softaculous wordpress idioma

Pré-instalação de plugins

O Softaculus permite instalar plugins previamente, junto à instalação do WordPress. No menu, ele oferece duas opções muito utilizadas, o Loginizer (uma excelente ferramenta de segurança) e o Editor Clássico (que é a antiga geração do editor de textos do WordPress, mais parecida com o Word e o Libre Office Writer).

A opção “Gerenciar pacotes de plugins” permite buscar e montar grupos de plugins para adicionar à instalação.

Talvez isso agilize o processo, mas é algo que prefiro deixar para depois. É mais interessante instalar os plugins dentro do WordPress, pois lá podemos ver o número de instalações e as avaliações de outros usuários para escolher os serviços com mais confiança. Minha recomendação, portanto, é ignorar essa parte.

softaculous wordpress plugins

Definições do banco de dados

Chegamos em “Opções Avançadas”, as configurações do banco de dados. Ao escolher o nome, é importante que você saiba que o primeiro termo vem do nome de usuário cadastrado no seu plano de hospedagem. Você definirá, portanto, a terminação do nome do banco de dados (que deve ter, no máximo, 7 dígitos e só caracteres alfanuméricos).

É também recomendado alterar o prefixo de tabela do banco de dados.

softaculous wordpress banco de dados

Em seguida, temos as notificações. Os informes geralmente se referem à atualizações do WordPress e de plugins, bem como logins de novos usuários. Se não deseja receber nada disso, é só deixar desmarcado.

Em “Atualizações automáticas da ferramenta” (no caso, o WordPress), é expressamente recomendado escolher a última opção (Atualizar para última versão superior). Isso nos livra de ter que ficar atualizando tudo manualmente e mantém seu site seguro, pois bugs e brechas de segurança são corrigidos rapidamente.

Abaixo você tem a opção de estender as atualizações automáticas para pluings e temas, o que também é recomendável.

Temas (opcional)

Para finalizar, temos o tema, que é, basicamente, o visual do seu site. O Softaculous apresenta algumas opções gratuitas diretamente no instalador, mas saiba que há muito, mas muito mais temas disponíveis!

softaculous wordpress temas

Se alguma das opções chamar a sua atenção, basta selecionar. Caso contrário, pode deixar para depois. Para ser sincero, há temas bem melhores do que os exibidos no instalador, portanto, não se preocupe em tomar essa decisão agora.

Se nada for selecionado, o instalador instalará o tema padrão do WordPress — atualmente é o Twenty Twenty-One — que você poderá editar ou trocar depois.

Informar e-mail e instalar

Logo abaixo, recomendo informar um e-mail para enviar detalhes da instalação. Se tudo correr bem, você poderá excluí-lo depois. Mas se houver algum erro (o que não é comum), é interessante ter um documento para informar o suporte.

Preenchido todos os campos, basta clicar em Instalar.

softaculous wordpress enviar detalhes por e-mail

Alguns segundos depois, você chegará à página de confirmação. Só tweet se quiser, ok?

Se você fez tudo direitinho, o seu site já deve estar no ar. Basta acessar o seu domínio pelo navegador para conferir o famoso Hello world! do WordPress. Para entrar no painel do CMS, a central de controle do seu site, o endereço padrão é “dominio/wp-admin“.

5. Configuração do SSL no WordPress

Para que o seu certificado SSL funcione corretamente, é interessante usar um plugin para garantir que todos os usuários sejam direcionados para a versão https do seu site, que é a segura. A hospedagem já faz o redirecionamento automático, mas o WordPress garante o pleno funcionamento dessa função.

Vá em “Adicionar plugins” e busque por “ssl”. Você se deparará com o Really Simple SSL, cujo nome dispensa explicações sobre suas vantagens. Clique em “Instalar” e depois em “Ativar“.

wordpress really simple ssl busca

Após ativá-lo, ele apresenterá algumas informações importantes e pedirá a sua confirmação. Clique em “Continue, active o SSL“.

really simple ssl configuração

Após a ativação, não se preocupe com a linha de progresso do plugin. Para chegar a 100%, você precisará contratar serviços pagos que não nos interessam agora.

Esse é o tipo de plugin que não requer nenhum acompanhamento. Após ativá-lo, não precisará fazer mais nada. Sugiro apenas desativar os avisos para não se incomodar com notificações de anúncios (“Descartar todos os avisos do Really Simple SSL“). É a última opção no bloco definições.

really simple ssl configurações finais

Não se preocupe com as outras opções. Não são úteis agora e requerem conhecimento técnico. Mantendo as opções padrão, você ficará bem.

Este tutorial fica por aqui, mas, obviamente, o trabalho não acabou. Na realidade, ele só começou. Até aqui, você aprendeu a criar um site WordPress com a Hostgator. Agora, precisamos configurá-lo para aparecer nas buscas, receber visitantes, se proteger de ameaças e muito mais. Isso fica para o próximo post!

Confira agora ou quando puder o passo a passo para configurar um site WordPress do zero!

Por Leandro Abreu

Produtor de conteúdo com treinamento e experiência em Redação para Inbound Marketing, Storytelling, SEO (essencial, técnico e avançado), planejamento de Marketing de Conteúdo, bem como em criação e gerenciamento de sites WordPress. Saiba mais.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments